Etiqueta: Projectos

Mover-pensar

Mover-pensar

Um convite em movimento. Mover-pensar é um encontro marcado pelas surpresas que o próprio corpo nos pode dar. Um corpo que escorrega, desenha, rasteja, corre, rebola, descansa, move o ar, o espaço e os pensamentos. Um corpo que descobre, no caminho da dança, a criar 

F.A.Q DEPOIS DA ESCOLA

F.A.Q DEPOIS DA ESCOLA

EM QUE CONSISTE O DEPOIS DA ESCOLA? O Depois da Escola é isso mesmo: uma proposta que vem complementar a escola. Um espaço diário de partilha, aprendizagem, brincadeira e criação. Uma forma de ocupar o tempo livre preenchendo-o de criatividade, arte, descobertas, aprendizagens e diversão. 

Festival PARApeito – um festival para o peito

Festival PARApeito – um festival para o peito

PARApeito: parte superior de uma trincheira que protege os seus defensores mas que não os impede de atirar sobre ela; parede que se ergue na altura do peito. 

Este projecto é para o peito, que está apertado e apartado dos outros. Como uma forma de aproximar corações e sentimentos, trazer para perto o calor humano que muitos, ainda, necessitam e romper, com Arte, as barreiras do isolamento.

O Festival PARApeito acontece com apoio da Câmara Municipal de Lisboa através do seu Fundo de Emergência Social para a Cultura.

Arte na rua, vista da janela

No formato de um festival, pretendemos levar Cultura, Arte e Entretenimento até às pessoas através de pequenas peças que possam ser vistas do alto de qualquer parapeito. Essas peças são concebidas para o espaço exterior e para serem vistas da janela: um solo, uma declamação, um malabarismo, uma história, um concerto ou o que a imaginação permitir.

Entre os principais objetivos do Festival PARApeito podemos encontrar uma lista de boas razões para vê-lo, literalmente, na rua:

  • Combater o isolamento e permitir às pessoas a possibilidade de receber / fruir da arte estando em contexto fragilizado: hospitais, escolas, lares de idosos e ainda entreter uma rua inteira;
  • Apoiar o trabalho de artistas em situação de fragilidade financeira;
  • Incentivar a continuidade da criação artística, devidamente remunerada, através da encomenda de novas criações;
  • Incentivar a fruição de espetáculos ao vivo, em proximidade, embora cumprindo as condições de distanciamento social em vigor.

Para dar vida a esta ideia, convidámos uma equipa artística composta por artistas de diversas áreas de atuação e pedimos que desenvolvessem novas criações ou adaptassem alguma de suas melhores peças para este formato de rua com uma “plateia vertical”, numa configuração inovadora e inusitada.

Foto: Red Werneck

Porquê Festival PARApeito?

Abaixo, uma carta-apresentação que traz as palavras de Susana Alves, fundadora do Lugar Específico e idealizadora deste projeto:

A ideia do PARApeito surgiu-me em Abril de 2020, em pleno confinamento, quando, fechados em casa, nos sentíamos de peito apertado pela distância, pela ausência, pela incerteza, pelo receio. Como vai ser agora? Até quando ficaremos assim? 

Todos, a nosso jeito, sentimos que a arte e a cultura são vitais ao nosso bem-estar e todos vimos esse sentimento reforçado pela falta que ela nos faz. Temos saudades de um bom concerto, de um bom espectáculo que nos encha a alma.

Mas este receio não nos deve paralisar, antes pelo contrário, toda esta dificuldade deve ser um incentivo a pensar de outra forma.

E, assim, a vontade de levar arte e cultura aos mais afetados tornou-se impositiva! 

A vontade de proporcionar trabalho para os artistas em dificuldade tornou-se urgente! Tenho de fazer alguma coisa! 

Inspirada por variadas iniciativas solidárias que vi nascer: onde cada um dava o que sabia, o que tinha, o que podia. Assim surgiu este formato de levar arte e cultura até aos contextos e pessoas mais afetadas, mantendo-os em segurança. Eles no seu parapeito, e nós a entregar alimento para o seu peito. 

Brevemente

O Festival PARApeito vai acontecer em duas edições (outono e primavera) e não será aberto ao público em geral, mas sim apresentado em lares, hospitais e em outros contextos de fragilidade e isolamento.

Queremos levar Arte para o peito daqueles que não podem ir ao encontro dela e oferecer espaço aos artistas que se encontram em situação de fragilidade financeira devido à pandemia.

Conheces algum lugar em Lisboa que acolheria esta iniciativa? Deixa um comentário ou fala connosco no info@lugarespecifico.pt